DestaquesParaíbaPolêmica

Capitão falastrão : Vereador de Patos ataca novamente e acusa indevidamente órgãos do município e Polícia Militar

“Capitão Falastrão”, como já está sendo chamado em algumas rodas de conversa, recentemente destilou toda sua ira contra a força-tarefa de fiscalização que é formada por órgãos municipais com apoio da Polícia Militar de Patos.

A ideia fixa do vereador patoense, Josmá Oliveira, em continuar combatendo as medidas de prevenção contra a Covid-19, em vez de ajudar a conscientizar a sociedade da importância disso, está se tornando cada vez mais intensa e sem freio.

“Capitão Falastrão”, como já está sendo chamado em algumas rodas de conversa, recentemente destilou toda sua ira contra a força-tarefa de fiscalização que é formada por órgãos municipais com apoio da Polícia Militar de Patos.

Pois bem, o personagem Capitão Falastrão usou um site de notícias local para divulgar acusações inverídicas de que a Polícia Militar e os órgãos da Prefeitura, como Procon, Guarda Municipal, Meio Ambiente e Vigilância Sanitária, e também a Polícia Militar, teriam usado de violência e abuso de autoridade contra comerciantes nesse último final de semana.

A exemplo do que o superintendente do Procon de Patos tem dito em outras situações, a fiscalização da força-tarefa visa exclusivamente orientar e conferir se as restrições dos decretos estadual e municipal estão sendo cumpridas, tendo em vista o avanço desenfreado dos casos da Covid-19, e da superlotação de leitos no Complexo Hospitalar Regional. Logicamente, que havendo descumprimento, as medidas punitivas são aplicadas.

Porém, o Capitão Falastrão não sossega e continua cegamente buscando um alvo para destilar todo o seu ódio, assim como fazia e faz um velho conhecido dele, o “Capitão Cloroquina”, que durante toda a pandemia do novo coronavírus, vem recomendando o uso de remédios sem eficácia comprovada para a população mais desatenta.

O fato é que, a estratégia de ataque do Capitão Cloroquina já está mudando, enquanto que o Capitão Falastrão continua sem qualquer medida em busca de acabar com as medidas restritivas de combate à Covid-19, que principalmente na cidade de Patos tem tirado inúmeras vidas de pais e mães de família.

Capitão Falastrão foi longe demais e chegou a dizer que a força-tarefa de fiscalização está usando de abuso de autoridade, e pior, foi denunciar seu entendimento ao Ministério Público.

Será que a ideia fixa do capitão falastrão está estimulando algo positivo para o povo patoense nesse momento de pandemia, ou será que essa insistência tem ligação com algum estado de confusão mental?.

Podemos considerar que algumas pessoas costumam questionar fatos e atitudes. E isso pode ser muito saudável e importante para a sociedade. Mas, acima de tudo é importante ter equilíbrio. Não respeitar os próprios limites pode trazer muitos problemas, e também pode ser sinal de alguma dificuldade emocional, onde a fantasia se confunde com realidade.

Autor desconhecido

Mostrar mais

Redação

O Extra Paraíba é um portal de notícias e entretenimento, aqui você estará sempre atualizado com as últimas notícias do Brasil, mundo e da Paraíba em geral.

Leia Também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios