DestaquesEventosExecutivoParaíba

Em Aparecida: Governo do Estado viabiliza padaria comunitária e ateliê de costura e aumenta renda de mulheres agricultoras

O objetivo é promover a inclusão social, proporcionar autonomia, geração de emprego e renda para mulheres agricultoras em situação de vulnerabilidade social. 

As mulheres agricultoras em situação de vulnerabilidade social do município de Aparecida, no Sertão da Paraíba, ganharam mais uma oportunidade de geração de emprego e renda. Nessa quinta-feira (4), no Distrito de Extrema, foi inaugurada a Padaria Comunitária Mulheres de Fibra, resultante de parceria entre o Governo do Estado – construção e aquisição de equipamentos – e a Prefeitura local, que também já possibilitou a implantação do projeto Costureiras do Canto e contempla 18 mulheres.

A construção e aquisição dos equipamentos foram viabilizados pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Humano (Sedh), com recursos do Fundo de Combate e Erradicação da Pobreza (Funcep), em parceria com a Prefeitura local, por meio de convênio assinado com o Sindicato dos Trabalhadores Rurais, Agricultores e Agricultoras Familiares de Aparecida. O objetivo é promover a inclusão social, proporcionar autonomia, geração de emprego e renda para mulheres agricultoras em situação de vulnerabilidade social. 

O projeto será desenvolvido por 15 mulheres das comunidades Extrema, Faustina e Tabuleiro, que receberão capacitação e treinamento. A meta é produzir pães, bolos e bolachas que serão adquiridos pelo município, por meio do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) e repassados às famílias em situação de vulnerabilidade social, bem como para utilização na merenda das escolas municipais.  

Conforme a presidente do Sindicato, Valéria de Sousa, “a Padaria Mulheres de Fibra é um projeto coletivo que tem como principal objetivo a geração de renda, além do empoderamento feminino, com o fortalecimento da economia e aumento da renda das mulheres”.

O prefeito João Rabelo de Sá Neto, durante a inauguração, falou da satisfação ao entregar às mulheres de três comunidades esse benefício. “São sonhos que temos realizado na vida das pessoas de Aparecida, graças à parceria com o Governo do Estado, que está trazendo aos municípios cada vez mais desenvolvimento. Serão 15 mulheres e famílias beneficiadas. Mulheres que nunca tiveram renda de fato, agora têm a oportunidade de ter seu primeiro emprego, já na condição de pequenas empreendedoras”, comemorou.

Para Maria José, que também vai atuar no projeto, “essa padaria vem como uma grande oportunidade para as mulheres se capacitarem, terem uma profissão e renda. A chegada da padaria é uma oportunidade para que essas mulheres cresçam profissionalmente, tendo assim mais dignidade”, afirmou. 

Costureiras do Canto – Outro projeto já em operação na cidade de Aparecida é o Costureiras do Canto, ateliê de costura que reúne 18 mulheres atendidas pelo Centro de Referência da Assistência Social (Cras). Todas foram capacitadas e trabalham cooperadas na produção de fraldas, bolsas e sacolas.
O Costureiras do Canto é outro projeto viabilizado por meio de convênio da Sedh, com recursos do Funcep, firmado com o Sindicato dos Trabalhadores Rurais, Agricultores e Agricultoras Familiares de Aparecida, que também conta com a parceria da Prefeitura Municipal.

Mostrar mais

Redação

O Extra Paraíba é um portal de notícias e entretenimento, aqui você estará sempre atualizado com as últimas notícias do Brasil, mundo e da Paraíba em geral.

Leia Também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios