DestaquesParaíba

João Azevêdo recebe Missão do Banco Mundial e discute novas parcerias para ampliar abastecimento d’água em João Pessoa

Durante a reunião, realizada na Granja Santana, o chefe do Executivo estadual destacou os avanços da Paraíba na segurança hídrica.

O governador João Azevêdo se reuniu, na tarde desta quarta-feira (5), na Granja Santana, em João Pessoa, com a missão do Banco Mundial, ocasião em que foi apresentado um balanço da primeira etapa do Programa de Segurança Hídrica da Paraíba e discutidas novas parcerias para a ampliação da segunda etapa, que prevê investimentos da ordem de 100 milhões de dólares. Entre outras ações, está prevista a construção de uma adutora para atender a Zona Sul da Capital paraibana.

Durante a reunião, realizada na Granja Santana, o chefe do Executivo estadual destacou os avanços da Paraíba na segurança hídrica. “A Paraíba tem feitos grandes investimentos em segurança hídrica, investimentos que vão equacionar um problema que os paraibanos enfrentam há muitos anos. Estamos numa etapa avançada, com a execução dos projetos, e o interesse do Banco Mundial nesta segunda etapa mostra a capacidade técnica e de investimentos do Estado”, disse.

“O Programa de Segurança Hídrica contempla toda a Paraíba, como a construção do Canal Acauã-Araçagi, com mais de 90 quilômetros de extensão. E, nesta reunião, discutimos a segunda etapa deste grande projeto, que prevê a construção de uma adutora para atender a Zona Sul de João Pessoa”, acrescentou o gestor paraibano.

O secretário de Estado da Infraestrutura e Recursos Hídricos, Deusdete Queiroga, avaliou a reunião com a Missão do Banco Mundial como extremamente positiva. “A Paraíba entrou agora num grande momento, o da execução das grandes obras — a Adutora do Cariri já contratada, com Ordem de Serviço já emitida, também um emissário de esgotos aqui em João Pessoa, além de alguns processos pela Aesa já executados. Por isso, já estamos discutindo uma segunda etapa, que prevê a continuação de algumas ações na área de esgotamento em João Pessoa e uma grande adutora que será executada para atender toda a Zona Sul da Capital, obra necessária em virtude do crescimento de João Pessoa”, disse.

“A reunião com a missão do Banco Mundial foi extremamente proveitosa, oportunidade em que discutimos a segunda etapa deste projeto, quando se avança na setorização, na estação de tratamento de esgoto e na produção de água vinda de Gramame. Ações que nos permitem afirmar que seguimos firmes rumo à segurança hídrica no Governo da Paraíba”, completou o presidente da Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (Cagepa), Marcos Vinícius.

A especialista sênior em gestão de recursos hídricos do Banco Mundial, Paula Freitas, destacou a expectativa da ampliação da parceria da instituição com o Governo da Paraíba. “A reunião teve como foco a operação que temos com o Estado da Paraíba sobre segurança hídrica e os avanços que já tivemos, com a expectativa de conclusão satisfatória nos próximos dois anos. Essa reunião foi também uma oportunidade para discutirmos uma complementação dessa parceria, que envolve infraestrutura, gestão de recursos hídricos, com o fortalecimento do esgotamento sanitário em João Pessoa e também melhorar o abastecimento d’água”, acrescentou.
 
Participaram ainda da reunião Luis Andres, coordenador de operações em Água e Infraestrutura para o Brasil do Banco Mundial, Alfonso Alvestegui, gerente do Programa de Segurança Hídrica do Banco Mundial/PB, entre outros.

Mostrar mais

Redação

O Extra Paraíba é um portal de notícias e entretenimento, aqui você estará sempre atualizado com as últimas notícias do Brasil, mundo e da Paraíba em geral.

Leia Também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios