DestaquesExecutivo

Prefeitura investe em tecnologia, amplia vigilância e aumenta sensação de segurança em João Pessoa

O Centro de Videomonitoramento fica localizado na Base Central da Guarda Civil Metropolitana, no Centro da cidade.

Quase três mil câmeras de monitoramento espalhadas por João Pessoa e uma certeza: a sensação de segurança está aumentando entre os moradores e os visitantes da cidade. Somente a Secretaria de Segurança Urbana e Cidadania (Semusb) monitora 2.718 câmeras instaladas em mais de 300 prédios para manter a vigilância das regiões onde elas são encontradas. O Centro de Videomonitoramento fica localizado na Base Central da Guarda Civil Metropolitana, no Centro da cidade.

Já a Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana (Semob-JP), tem 30 câmeras ligadas ao Centro de Operação de Trânsito e Transportes (COTT) – um sistema de monitoramento de câmeras capaz de auxiliar a população em situações de mobilidade urbana e segurança viária – onde ficam sete agentes de mobilidade urbana trabalhando nos três turnos (manhã, tarde e noite), das 6h até 0h.

Conscientes da eficácia de todo esse sistema em funcionamento e dos investimentos feitos no setor pela Prefeitura de João Pessoa, por meio da Semusb e Semob-JP, muitos moradores já conseguem até passar por locais onde antes não se sentiam confiantes em transitar.  É o caso do aposentado Cícero Soares Araújo, de 77 anos. Residente no Varadouro, ele conta que antes evitava caminhar por alguns lugares do Centro, como por exemplo a Avenida Barão do Abiaí. No entanto, desde que ficou sabendo da instalação de câmeras na região, passou a se sentir mais protegido.

“Melhorou mais. A gente tem mais confiança que está sendo vigiado. Eu tinha até deixando de andar pela rua que fica ali perto da Lagoa, onde fica a loja da Magazine Luiza, porque sempre que passava tinha uns rapazes que ficavam falando umas coisas que eu não gostava. Mas, depois que chegaram essas câmeras, eles até sumiram de lá. Pelo menos essas câmaras melhoram a situação, pelo menos identifica, se alguma pessoa ali roubar alguma coisa fica mais fácil identificar”, constatou o aposentado.

A confiança de Cícero Soares é expressa também pela comerciante Ana Maria da Silva. Ela vende frutas na Rua Duque de Caxias e revelou que o monitoramento constante tem dado segurança para ‘esticar’ um pouco mais o horário de trabalho e, consequentemente, aumentar as vendas que garantem o sustento dela e da família.

“Essas câmeras ajudam muito, porque se tiver alguém com intenção de roubar, já fica com medo. Ajuda a pegar, tem mais facilidade, porque pelo menos consegue identificar. Se não tivesse as câmeras eles não tinham como ajudar na identificação”, lembrou.

E Ana está certa ao afirmar que as câmeras instaladas pela Prefeitura de João Pessoa conseguem identificar possíveis criminosos que atuarem nas áreas monitoradas pela tecnologia utilizada nessa gestão. De acordo com Haylton Medeiros, chefe do Centro de Operação de Trânsito e Transportes (COTT), as câmeras utilizadas conseguem visualizar uma ocorrência a mais de 400 metros de distância e, embora os agentes que acompanham essa vigilância estejam de olho no trânsito, há uma integração com os órgãos de segurança pública garantindo que este setor também seja beneficiado.

“Além de monitorar o trânsito, as câmeras usadas nas vias monitoradas pelo COTT também servem para ajudar a polícia a investigar crimes. Trabalhamos em conjunto no CICC (Centro Integrado de Comando e Controle), do Governo do Estado, no acompanhamento de ações de segurança pública ou no suporte de informações para investigações. Temos uma equipe no local prestando este apoio de domingo a domingo no CICC”, explicou Haylton Medeiros.

A parceria vai mais além, como lembra o chefe do COTT. “Não só as forças de segurança (Guarda Municipal, Polícia Militar, PRF [Polícia Rodoviária Federal], Polícia Civil, etc), temos parcerias com outras secretarias da Prefeitura de João Pessoa, como Seinfra, Sedurb, Semam, Samu e Defesa Civil, e concessionárias de água e energia prestando informação a estas”, completou.

Tecnologia e inovação – Toda a tecnologia implementada pela Prefeitura de João Pessoa para o videomonitoramento da cidade é uma inovação que garantiu, inclusive, um prêmio. A Motorola Solutions reconheceu a Central de Monitoramento de Segurança como o projeto de Vídeo e Software de Comando e Controle mais inovador de toda a América Latina. A premiação foi recebida pelo prefeito Cícero Lucena em abril deste ano.

O secretário de Segurança Urbana e Cidadania, Dudu Soares, relata que foi desenvolvido um projeto de segurança, de videomonitoramento patrimonial, no qual já se incluem mais de 300 prédios monitorados. O projeto é genuinamente da Guarda Civil Metropolitana de João Pessoa, da Semusb e, atualmente, considerado um dos maiores projetos de segurança patrimonial da América Latina.

“João Pessoa, na verdade, é uma das primeiras capitais do Brasil a ter esse tipo de projeto. É um projeto que visa o bem ao patrimônio, a conservação do patrimônio público do Município, assim como às pessoas que o utilizam. Nós estamos cuidando do nosso patrimônio e estamos cuidando também das pessoas que vivem e visitam nossa cidade. Porque, o olhar da gestão é um olhar de cuidar para dar às pessoas que vão da unidade de saúde até o Hotel Globo, por exemplo. Estamos dando mais segurança ao equipamento, assim como aos funcionários e às pessoas que frequentam esse equipamento. Esse é um dos pontos mais importantes do projeto”, considerou Dudu Soares.

Mesmo não conhecendo de perto o secretário de Segurança da Capital, Aparecida Oliveira, tem certeza de que todos os dados repassados por ele são verdadeiros. Moradora da cidade de Pilões, no Brejo paraibano, a aposentada de 62 anos sempre vem a João Pessoa para resolver questões pessoais, como cuidar da saúde. Ela conta que tem se sentido cada vez mais segura ao andar pela cidade.

“Essas câmeras passam mais sensação de segurança, porque você sabe que aquela pessoa vai ser punida se fizer alguma coisa de errada”, disse, acrescentando que reconhece os benefícios do videomonitoramento também no trânsito, já que trafega muito de carro em João Pessoa.

“A questão do trânsito também, porque pode identificar para dizer quem foi culpado ou não em um acidente. Às vezes a culpa é do motorista, mas às vezes também é do pedestre. Então, se a pessoa que está do lado da câmera trabalha certinho, se ela está… é muito bom”, concluiu.

A fala da aposentada é endossada pelo comerciante Luiz Gonzaga Pontes, morador do Altiplano. “As câmeras instaladas na cidade dão uma sensação maior de segurança, porque elas também ajudam a identificar possíveis criminosos. Quanto mais câmeras, melhor! A gente fica mais seguro. E, em caso de acidente, ajudam a identificar quem é o culpado. Isso contribui muito”, destacou

João Pessoa do futuro – Com todo esse aparato e com a confiança dos moradores e visitantes da Capital, o secretário Dudu Soares já consegue enxergar um futuro com muito mais segurança para todos. “Nós vislumbramos uma cidade mais segura, com equipamentos do Município muito bem cuidados, muito seguros, passando segurança aos funcionários, passando segurança às pessoas que utilizam esse equipamento, conservando equipamentos sem depredações, sem roubos, sem furtos, sem maiores dores de cabeça para o nosso Município”, visualizou.

No trânsito, a meta de ver uma cidade muito melhor também é compartilhada pelo chefe do COTT, Haylton Medeiros. “Precisamos buscar novas tecnologias e aumentar cada vez mais as áreas monitoradas, pois a nossa cidade é rota de turismo e moradia. Com isso, temos que dar uma resposta rápida aos problemas identificados e manter a integração com todos os órgãos das esferas municipais, estaduais e federais, em relação ao compartilhamento de tecnologias ou em ações colaborativas. Quem ganha com isso é a população com um bom serviço prestado”, citou.

Confira os 30 locais com novas câmeras de monitoramento pelo COTT/Semob-JP: 

1. Av. Cruz das Armas (Oitizeiro)

2. Av. Dom Pedro II (Ibama)

3. Av. Dom Pedro II x Av. Maximiano de Figueiredo

4. Av. Dom Pedro II x Av. Ruy Barbosa

5. Av. Gama e Melo x Rua Cardoso Vieira

6. Av. General Osório x Av. Guedes Pereira

7. Av. Gov. Flávio Ribeiro Coutinho x R. Manoel Arruda Cavalcanti

8. Av. Juscelino Kubitschek x Av. Valdemar Naziazeno

9. Av. Min. José Américo de Almeida – Altiplano

10. Av. Min. José Américo de Almeida x Av. Ruy Barbosa

11. Av. Pres. Epitácio Pessoa x Av. Amazonas

12. Av. Pres. Epitácio Pessoa x Av. Bento da Gama

13. Av. Pres. Epitácio Pessoa x Av. Maranhão

14. Av. Pres. Epitácio Pessoa x R. Antônio Lira

15. Av. Pres. Getúlio Vargas x Av. Tabajaras

16. Av. Senador Ruy Carneiro x R. Dr. Nunes Filho

17. R. Empresário João Rodrigues Alves (Carrefour)

18. Av. Senador Ruy Carneiro x R. Professora Maria Sales

19. Av. Hilton Souto Maior (Mangabeira Shopping)

20. Parque Solon de Lucena x R. Padre Meira

21. Praça 1817

22. Rotatória CT/UFPB

23. R. Adalgisa Cavalcanti x R. Abelardo Targino – Rotatória do Cajueiro

24. R. Bancário Sérgio Guerra x R. Rosa Lima dos Santos

25. Av. Pres. Epitácio Pessoa x Av. Professora Maria Sales

26. R. Maciel Pinheiro x R. Barão do Triunfo

27. R. Maciel Pinheiro x R Padre Azevedo

28. R. Walfredo Macedo Brandão x R. Inácio Ramos de Andrade

29. Viaduto do Cristo

30. Viaduto Retão de Manaíra/BR-230

Urgência de trânsito – Em caso de sinistros ou demais ocorrências que interfiram na fluidez e segurança do trânsito, a população também pode acionar diretamente os agentes de mobilidade do COTT/Semob-JP, enviando mensagem para o número de WhatsApp (83) 98760-2134 ou ligando para o Disk Semob-JP 3213-7188.

Mostrar mais

Redação

O Extra Paraíba é um portal de notícias e entretenimento, aqui você estará sempre atualizado com as últimas notícias do Brasil, mundo e da Paraíba em geral.

Leia Também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios