DestaquesParaíba

Veneziano prioriza emendas para a Saúde no Orçamento 2021

Do total de recursos de emendas individuais ao Orçamento Geral da União 2021, Veneziano teve direito, como senador, a destinar R$ 16.279.986,00, sendo que 50% deste valor é de execução obrigatória na Saúde, sem contar com as emendas de bancada.

O vice-presidente do Senado Federal, senador Veneziano Vital do Rêgo (MDB-PB) teve uma semana bastante movimentada em Brasília. Desde a segunda-feira, quando chegou à Capital federal, até ontem, quando retornou à Paraíba, o parlamentar reuniu-se com dezenas de prefeitos e auxiliares de gestão, sobretudo secretários municipais de Saúde, para definir a destinação de emendas ao Orçamento Geral da União – OGU 2021. Nas audiências que manteve em seu gabinete, Veneziano enfocou a necessidade de uma atenção maior, este ano, à área da Saúde, considerando que o Brasil ainda enfrenta a pandemia do novo coronavírus e que existe uma necessidade mais urgente de recursos para o referido setor.

O seu entendimento também foi comungado pelos gestores, que elencaram dificuldades em estruturar suas redes municipais de saúde, sobretudo na atenção básica, para desenvolver ações de enfrentamento à pandemia, promover a vacinação das pessoas e garantir o acompanhamento dos pacientes que tiveram Codi-19 e que necessitarão de assistência. Veneziano falou das limitações orçamentárias para conseguir contemplar os 223 municípios paraibanos mas disse que procurou dividir bem os recursos das emendas a que tem direito, como senador da República, para beneficiar o maior número possível de municípios.

Do total de recursos de emendas individuais ao Orçamento Geral da União 2021, Veneziano teve direito, como senador, a destinar R$ 16.279.986,00, sendo que 50% deste valor é de execução obrigatória na Saúde, sem contar com as emendas de bancada. Ao final do trabalho da sua equipe orçamentária, Veneziano conseguiu destinar cerca de R$ 16 milhões, apenas para a área da Saúde, entre emendas individuais e de bancada, o que dá praticamente todo o montante equivalente às emendas individuais.

“Nós temos a plena convicção de que este ano, muito mais do que em anos anteriores, os investimentos maiores têm que ser feitos na Saúde, para garantir não apenas o atendimento que normalmente já é feito nos municípios, principalmente na atenção básica, mas sobretudo em virtude da pandemia, para garantir a assistência e o acompanhamento às pessoas que tiveram Covid-19 e que precisam de acompanhamento e tratamento, como também uma estrutura que garanta a vacinação da população, o que, neste momento, se faz mais urgente”, concluiu Veneziano.

Mostrar mais

Redação

O Extra Paraíba é um portal de notícias e entretenimento, aqui você estará sempre atualizado com as últimas notícias do Brasil, mundo e da Paraíba em geral.

Leia Também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios